Sobre quadrinhos

Várias coisas aconteceram como o desfecho da segunda guerra civil tivemos também a criação da Arma H, que seria uma fusão de um Hulk com Wolverine, mas eu acho que a coisa que mais impactou o ano de 2017 referente aos quadrinhos foi além da revelação do Bat Verso que seria quase todos os personagens da DC tendo uma versão Batman seria de fato o Capitão América se revelando um agente da Hidra o tempo todo, transformar o ícone de esperança em algo Tenebroso levando em principalmente em conta o atual cenário político Mundial, podemos dizer que foi uma Linda critica ao caos politico nas Américas.

Também lidamos com a Volta de um dos, senão o melhor Homem Aranha dos quadrinhos, que é o Aranha Escarlate, Eddie Brok Voltou a ser o Venom, Clark Kent Dando trabalho pro Superman (Isso mesmo que vc leu).

E de fato os GRANDES destaque nos quadrinhos, se deve principalmente à maior sacada da DC desde a crise das infinitas terras, Estou falando da inclusão de Watchmen no cânone da DC, O casamento do Batman com a Mulher Gato, os Vingadores Pré Históricos (Adendo importante ao romance de Odin com a Fênix e ao poder que o Argamoto possui), a Gafanhoto Vermelho, Homenagem da Marvel ao grande Chapolim Colorado, A Jessica Jones tendo um Cruch pelo Peter Parker, E a Serie Legacy, que mostra as Versões Clássicas dos Heróis Marvel, interagindo com as versões mais atuais (Destaque pro Thor e a Thor Enfrentando o Apocalipse no Egito).

 

Foi um ano de polemicas nos quadrinhos, Começando com a Marvel dizendo que houve queda nas vendas de quadrinhos por causa da diversidade (Coisas como, O Magneto, Um mutante Judeu, se aliar a Hidra não tem nada a ver), Mensagens Subliminares preconceituosas em X-Men, e a Thor, se tornar uma das maiores vendas da Marvel no ano (Da-lhe Jane Foster).

E Os Games?

Sobre games 2017 foi um ano realmente revolucionário, começamos o ano com Zelda Breath of the wind que foi extremamente elogiado e acabou se tornando o jogo do ano seguido de perto por Super Mario Odyssey, que se mostrou um dos melhores títulos de Mario já feitos até então com muito dinamismo e uma animação invejável, também tivemos a redenção da Capcom com o maravilhoso Residente Evil 7 trazendo todo o terror e dinamismo da plataforma, tivemos a grande surpresa que levou um bom tempo para ser desenvolvido que foi o Horizon Zero Dawn trazendo uma mecânica muito semelhante aos jogos mais atuais de sobrevivência com uma história extremamente intrigante, tivemos outra grande surpresa que foi o Persona 5 e tivemos também a febre do Overwatch se espalhando.

Mas nem tudo foram rosas tivermos o estranho Marvel vs Capcom Infinite, com a Capcom finalmente acertando o modo arcade para os seus jogos de luta e o modo história, mas falhando no design de personagens (e cadê os x-men nessa história???)  também tivemos um Injustice 2 continuando o jogo de 2010 exatamente onde parou com tudo com mais microtransações do que um banco por assim dizer. E aliás, grandes polemicas envolvendo microtransações em jogos.

Um destaque importante à games, é o projeto do senado federal que estuda não taxar mais games de softwares como jogos de azar, e abrandar mais os impostos. (Será que este sonho sai um dia?)